Diferença entre as Fontes de Energias Renováveis e Não Renováveis

A diferença entre as fontes de energias renováveis e não renováveis é que as fontes renováveis utilizam recursos que não se esgotam ou se regeram na natureza.

Já as fontes de energia não renováveis utilizam recursos que se esgotam na natureza, por isso, podem gerar diversos problemas para o meio ambiente.

O carvão, o petróleo, o sol, o calor da terra, as águas dos rios e dos oceanos, o vento e certos alimentos são alguns dos exemplos de fontes energéticas renováveis e não renováveis.

Quais são as Fontes Renováveis de Energia?

As fontes de energia que pertencem a este grupo são consideradas inesgotáveis, pois suas quantidades se renovam constantemente ao serem usadas.

Exemplos de fontes energéticas renováveis são a luz do sol (energia solar), água dos rios (energia hídrica), força dos ventos (energia eólica), materiais orgânicos (biomassa), força das ondas (energia ondomotriz), força das marés (energia maremotriz) e o calor do interior da Terra (energia geotérmica).

Além das energias renováveis já usadas há décadas, existem novas fontes de energia renováveis, como a água salobra, o hidrogênio e a fotossíntese artificial.

Energia Solar

A energia solar é considerada renovável, pois é criada a partir do calor do sol, ou seja, enquanto houver luz solar, esta energia pode continuar a ser usada. Além disso, ela é uma energia sustentável e possui baixo impacto ambiental.

A energia solar é uma fonte inesgotável que pode ser aproveitada na forma de calor ou na forma de luz.

Energia Solar Fotovoltaica

A energia solar fotovoltaica, fonte de energia renovável, converte a luz solar diretamente em eletricidade usando células fotovoltaicas.

Sistemas fotovoltaicos podem ser instalados em telhados para produzir a energia para o autoconsumo, em regiões isoladas e até mesmo em veículos elétricos como barcos e carros movidos a energia solar.

A energia solar fotovoltaica também é utilizada em grandes centrais fotovoltaicas para gerar energia limpa para milhares de consumidores.

Energia Solar Fotovoltaica
Instalação de um Sistema de Energia Solar. Solar Inove, 2019.

Energia Solar Térmica

A maioria dos sistemas solares térmicos utilizam a energia solar para aquecimento de água (como o aquecedor solar).

Para aproveitamento do calor, os raios do sol atingem a superfície dos painéis coletores térmicos, que aquecem a água no seu interior. A água quente pode ser utilizada nas residências (chuveiros, piscinas, torneiras, máquina de lavar, etc.), em processos industriais ou na geração de eletricidade.

O calor também pode ser utilizado para produzir vapor, que pode então ser utilizado para gerar energia elétrica utilizando turbinas.

Aquecedor Solar
Instalação de um Sistema de Aquecimento Solar. Rinnai, 2020.

Energia Hídrica

A energia hidrelétrica (ou energia hídrica) utiliza a água em movimento para gerar energia elétrica. A pressão da água que flui sobre as lâminas de uma turbina roda um eixo e aciona um gerador elétrico, convertendo o movimento em energia elétrica (também chamada hidroeletricidade).

Esta fonte é variável ao longo do ano, porque depende do quanto chove nas cabeceiras dos rios, afinal, é essa água que irá mover as turbinas. Também devemos considerar que, para haver bom funcionamento de uma usina hidrelétrica, a ação de conservação ambiental na bacia hidrográfica é essencial.

Para diminuir a variação na produção de energia ao longo do ano, algumas usinas são construídas com os chamados reservatórios de acumulação. Eles servem para guardar a água no período chuvoso para usar durante a seca. A água guardada não só gera energia, mas também pode ajudar no abastecimento das cidades, na irrigação das lavouras, na navegação, entre outros usos.

Outras usinas que não fazem esse controle na acumulação da água são chamadas usinas a fio d’água.

Usina hidrelétrica de Itaipu, localizada em Foz do Iguaçu/PR, é a maior hidrelétrica do Brasil e a que mais gera energia elétrica no mundo. Ela é responsável por boa parte da energia elétrica utilizada na região sudeste do Brasil.

Usina Hidrelétrica de Itaipu
Usina Hidrelétrica de Itaipu. FDR, 2020.

Energia Eólica

A energia eólica é obtida através do aproveitamento do vento, o movimento das massas de ar. Para transformar a energia dos ventos em energia elétrica são usados aerogeradores, que possuem imensas hélices que se movimentam conforme a quantidade de vento no local.

As turbinas eólicas convertem a força do vento em torque (força de rotação), o qual é então usado para propulsionar um gerador elétrico para gerar eletricidade.

Centrais de energia eólica são conhecidas como fazendas eólicas. Os geradores eólicos são produzidos nas mais diversas potências, indo desde alguns poucos Watts de potência até grandes geradores de MWs de potência.

No sul e no nordeste do Brasil, os ventos são abundantes e permitem a instalação de vários “parques eólicos” (conjuntos de aerogeradores; equivalentes às usinas).

Energia Eólica
Instalação de um Parque Eólico. Cultura Inquieta, 2019.

Energia da Biomassa

A biomassa é uma importante fonte de energia renovável desde que as primeiras pessoas começaram a utilizar lenha para cozinhar alimentos e aquecer-se contra o frio do inverno.

A madeira ainda é a fonte mais comum de energia de biomassa, mas outras fontes de energia da biomassa também tem sido cada vez mais utilizadas.

A lenha, bagaço de cana-de-açúcar, cavaco de madeira, resíduos agrícolas, algas, restos de alimentos e até excremento animal que, após sua decomposição, produzem gases usados para gerar energia.

A biomassa pode ser usada para produzir eletricidade ou como combustível para o transporte e para fabricar produtos que normalmente exigiriam o uso de combustíveis fósseis não renováveis.

Biocombustíveis, tais como etanol, biodiesel e biogás são as principais fontes de energia através da biomassa utilizadas no Brasil. Outras formas de energia renovável por Biomassa já são utilizadas como briquetes para queima e produção de energia, biomassa das algas e outras.

Usina de Biomassa da Bracell
Usina de Biomassa da Bracell. JCNET, 2021.

Energia Geotérmica

O calor no interior da Terra produz vapor e água quente que podem ser usados por geradores de energia, como turbinas, para produzir energia elétrica sustentável ou, para outras aplicações, tais como o aquecimento e geração de energia para a indústria.

A energia geotérmica pode ser extraída de reservatórios subterrâneos profundos por perfuração, ou de outros reservatórios geotérmicos mais perto da superfície.

Circundando o núcleo existe uma camada chamada manto formada por magma (semelhante à lava dos vulcões) e rocha, e a última camada, mais externa é a crosta terrestre, onde habitamos.

Para a geração elétrica, perfura-se o subsolo onde há abundância de vapor e água quente, os quais devem ser retirados por dutos e conduzidos a um gerador na superfície da terra para a transformação da energia geotérmica em elétrica. É uma fonte de energia renovável, já que o calor é produzido continuamente nessas camadas internas da Terra.

No Brasil, a energia geotérmica é utilizada apenas na forma de água aquecida, como no caso dos parques termais de Caldas Novas (GO) e Poços de Caldas (MG).

Já que, a energia geotérmica é utilizada geralmente em regiões com alta atividade vulcânica ou encontros de placas tectônicas. São exemplos os países: Islândia, Itália e os Estados Unidos.

Energia Geotérmica na Inslândia
Energia Geotérmica na Inslândia. Pixy, 2021.

Energia Oceânica

A energia gerada a partir desta fonte vem dos oceanos, de onde se aproveita o movimento das águas. Essa energia pode vir das ondas, das marés e das correntes marinhas, transformando a energia mecânica dos oceanos em energia elétrica. O aproveitamento dessa fonte ainda está em desenvolvimento, havendo poucas usinas em operação no mundo.

  • Para o aproveitamento desta energia, é construída uma barragem em locais de grande amplitude de maré, onde a passagem da água gira uma turbina, transformando a energia cinética em eletricidade (maremotriz).
  • De maneira muito similar ao que ocorre numa usina eólica, o movimento da corrente marinha gira uma turbina, transformando energia cinética em eletricidade. 
  • O movimento das ondas provoca oscilação de cilindros internos. Esses cilindros pressionam óleo a passar por motores. A rotação desses motores aciona geradores elétricos, produzindo eletricidade.
  • O movimento das ondas empurra os flutuadores para cima e para baixo e permite acumular água sob alta pressão numa câmara interna. Essa câmara libera jatos d’água sobre uma turbina ligada a um gerador de eletricidade. Dessa forma, há transformação da energia cinética das ondas em energia elétrica. Veja aqui, um exemplo de Usina de Ondas existente no Brasil. 

Quais são as Fontes de Energia Não Renováveis?

As fontes de energia que pertencem a este grupo são finitas ou esgotáveis. Para a maioria delas, a reposição na natureza é muito lenta, pois resulta de um processo de milhões de anos sob condições específicas de temperatura e pressão.

Entre as fontes de energia não renováveis encontram-se fontes de energia derivadas de combustíveis fósseis, como o petróleo, o carvão mineral, o xisto, gás natural, e fontes de energia nuclear, como o Urânio e o Tório.

Combustíveis Fósseis

Os combustíveis fósseis são oriundos de restos orgânicos (animais e plantas) que ao longo dos anos foram se acumulando na crosta terrestre. São eles: o petróleo, carvão mineral, xisto, betume e gás natural.

A queima de combustíveis fósseis libera diversos gases nocivos que influenciam no aumento do efeito estufa e do aquecimento global.

Como consequência temos a poluição do meio ambiente bem como as mudanças climáticas.

Embora seja muito poluente, no mundo atual é o modelo de fonte mais utilizada para a geração de energia, com destaque para o petróleo.

Usina Termeletrica de Carvão
Usina Termelétrica de Carvão. Pensamento Verde, 2016.

Combustíveis Nucleares

A energia nuclear ou atômica é uma das mais perigosas, visto que pode causar danos irreversíveis no planeta.

Ela é proveniente de elementos radioativos, obtida a partir da fissão do átomo do urânio e tório.

O custo da geração de energia a partir das usinas nucleares é relativamente alto e seu sistema muito complexo.

Usina Nuclear na UK
Usina Nuclear. ECS Engineering, 2015.

Qual a Diferença entre Fontes de Energias Renováveis e Não Renováveis?

A principal diferença entre as fontes de energias renováveis e não renováveis é a limitação de uso: recursos renováveis são infinitos, enquanto as energias não renováveis utilizam recursos não renováveis, portanto tendem a acabar se houver um uso exacerbado.

Quais são as Fontes de Energia Utilizadas no Brasil?

O Brasil possui as principais fontes de energia, as hidrelétricas, que fazem parte de mais da metade da geração de energia no país.

Novas energias renováveis, como a energia solar e eólica vêm ganhando reconhecimento e seu uso cresce amplamente ano após ano.

Segundo a ABSOLAR, a matriz elétrica brasileira é composta por 57,3% Hídrica; 11,3% Eólica; 8,6% Gás Natural; 8,3% Biomassa; 4,8% Petróleo e outros Fósseis; 2,5% Solar Fotovoltaica Centralizada; 1,9% Carvão Minecral; 1,0% Nuclear; 0,00003% Undi-elétrica.

Energias renováveis e não renováveis
Matriz Elétrica Brasileira. Absolar, 2022.

Impactos Positivos no Planeta

Segundo a ABSOLAR, até o momento só com fontes de energia renovável, o Brasil já deixou de emitir 19,6 milhões de toneladas de CO₂, portanto, as energias renováveis são de suma importância para o bem do nosso planeta.

Um sistema fotovoltaico de 3kWp, sistema padrão para residências de médio porte, em 20 anos de funcionamento produzirá energia renovável suficiente para evitar que 99 toneladas de CO₂ sejam emitidos na atmosfera, o que é equivalente a plantar 320 árvores ou tirar 100 carros da estrada.

Conclusão

Em suma, a principal diferença entre as fontes de energias renováveis e não renováveis é a limitação de uso.

Também, não pode ser deixado de ser citado a grande influência que tem para a saúde do nosso planeta, visto que só de fontes renováveis no Brasil já deixou de emitir 19,6 milhões de toneladas de CO₂.

Além disso, infelizmente, ainda não podemos abandonar 100% as fontes não renováveis, pelo simples fato de que as fontes renováveis não podem ser geradas 24h por dia, e algumas são até sazonais.

Por exemplo: não temos a presença do Sol 24h por dia, não temos vento o tempo todo, além de não chover diariamente, e isso, difere das fontes não renováveis, que podemos gerar energia no momento em que desejamos, realizando a queima dos combustíveis fósseis ou nucleares. Ainda mais importante, não podemos deixar de citar novamente que os recursos não renováveis são finitos e poluentes.

Engenheiro Guilherme Peters Junior

Guilherme Peters Junior

Engenheiro Eletricista e Analista de Marketing na Solar Inove.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
0
Deixe seu feedback referente ao post!x
()
x