Inversores de Alta Potência da GoodWe

No dia 16/03, terça-feira, a Solar Inove postou uma notícia de como funciona a minigeração distribuída (link da notícia). Para estar trabalhando com minigeração distribuída é necessário inversores de alta potência, sendo assim, a GoodWe disponibiliza o inversor GW80K-MT, com potência de 80kW, e a linha de inversores HT, com potência de 100 a 250kW e variando de 10 a 12 MPPTs.

Inversor 80kW
Inversor GoodWe de 80kW
Fonte: GoodWe, 2021
Inversor 110kW
Inversor GoodWe de 110kW
Fonte: GoodWe, 2021

Os inversores da linha HT da GoodWe são compatíveis com os módulos fotovoltaicos de alta potência, sendo esses, módulos fotovoltaicos com potência acima de 500W.

Vídeo da GoodWe

No dia 11/03, quinta-feira, foi realizado a GoodWeek Brasil (link da notícia), um evento com palestras sobre os sistemas de armazenamento e o que há de mais novo de inversores e módulos fotovoltaicos.

Neste evento tivemos a presença de Alexandre Pereira, suporte técnico da GoodWe, que explicou tudo sobre os inversores de alta potência da GoodWe, conforme pode ser acompanhado através do vídeo abaixo.

MPPT

Cada MPPT da linha HT é dividida em 2 strings, com limite de corrente de 30A para o MPPT e de 15A para cada string. Para módulos fotovoltaicos de alta potência, que podem trabalhar com altas correntes de trabalho, sendo ela, superior a 15A, o inversor permite trabalhar utilizando apenas uma string desse MPPT, portanto, um limite de 30A. Mesmo trabalhando com apenas uma string e a outra ficando vazia, é possível carregar o inversor ao máximo.

Entradas MPPT inversor de alta potência
Entradas MPPT do Inversor GW250K-HT
Fonte: GoodWeek, 2021

Situações de Trabalho

Os inversores de alta potência da GoodWe permitem trabalhar em diferentes situações:

  • Utilizando módulos fotovoltaicos bifaciais;
  • Trabalham em projetos flutuantes;
  • Com projetos realizados em montanhas;
  • Projetos em telhados comercias;
  • Permitem trabalhar com estrutura de solo.

Módulos Bifaciais

Os módulos fotovoltaicos bifaciais tem por objetivo aumentar a geração de energia nas usinas fotovoltaicas, sendo assim, são os mais comuns para alta tensão, além de possuírem uma alta corrente de trabalho.

Caso deseje utilizar estes módulos fotovoltaicos conectados em um tracker, os inversores da linha HT da GoodWe tem uma fonte própria em energia alternada para alimentar o tracker, além disso, podem se comunicar através da porta RS485.

Projetos Flutuantes

No Brasil não é comum a instalação de sistemas fotovoltaicos de projetos flutuantes, mas na China, isso já é bem comum. O ponto principal na instalação de projetos flutuantes é não espalhar os inversores ao longo do projeto, por conta do difícil acesso, já que seria necessário se locomover de barco ou lancha para realizar uma manutenção. Portanto, é recomendado a instalação centralizada, facilitando a manutenção e o custo de cabeamento.

Os inversores da linha HT para esta aplicação tem proteção contra corrosão no nível C5 e classe de proteção de nível IP66, já as ventoinhas possuem classe de proteção IP68. Além disso, são totalmente lacrados, podendo instalar até mesmo de baixo da chuva.

Projetos em Montanhas

Mesmo não sendo comum no Brasil, a GoodWe tem a melhor solução para projetos em montanhas, já que conta com múltiplos MPPTs, fazendo com que instale em diferentes posições.

O sistema de monitoramento dos inversores da GoodWe podem realizar um relatório completo através da plataforma SEMS, sendo possível obter as falhas que acontecem no inversor e onde estão os problemas, facilitando o seu trabalho.

Telhados Comerciais

Os inversores de alta potência também podem ser utilizados em telhados comerciais, já possuem integrado tanto o DPS CC quanto o CPS CA. Além disso, também vem integrado DPS na placa de comunicação para que o surto não venha por ela e afete todo o sistema.

Os inversores monitoram as strings e vejam se tem arco elétrico, caso tenha, ele irá desligar para evitar acidentes. Também possuem sensor de temperatura no cabo CA, desligando quando ultrapassa os limite de temperatura.

Outras Características

O resfriamento do inversor da linha HT é realizado através de seis ventoinhas, fazendo a troca de calor entre o inversor e o ambiente. Um inversor desse porte, sem ventoinha, poderia perder eficiência a partir de 30°C. As ventoinhas utilizadas são industriais, com altíssima qualidade e de fácil manutenção.

Os inversores tem função de realizar a correção do fator de potência do sistema, com isso, você deixa de pagar o reativo a noite.

A comunicação de inversores da linha HT inferiores a 225kW é através de:

  • WI-FI;
  • Cabo de rede (LAN);
  • Dispositivo USB (Exemplo: Pen-drive).

Já para os inversores de 225 e 250kW, a comunicação acontece através de:

  • RS485;
  • PLC.

Para finalizar os estudos, os inversores da linha HT da GoodWe tem proteção redundante, sendo assim, mesmo com uma falha em um componente ele vai continuar funcionando, pois possuem componente titular e reserva.


Autor

Engenheiro Guilherme Peters Junior

Guilherme Peters Junior

Engenheiro Eletricista e Analista de Marketing e P&D na Solar Inove.

Acesse também as redes sociais da Solar Inove:

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
0
Deixe seu feedback referente ao post!x
()
x